100%

Júnior, ex-jogador de futebol, irá receber título de Cidadão Lagunense

Júnior, ex-jogador de futebol, irá receber título de Cidadão Lagunense Foto Internet
Júnior, ex-jogador de futebol, irá receber título de Cidadão Lagunense
 
O ex-jogador de futebol Leovegildo Lins da Gama Júnior, conhecido também por Júnior, Maestro Junior ou Junior Capacete, será Homenageado com o título de Cidadão Lagunense na Sessão Ordinária da próxima segunda-feira, dia 27.
 
Atualmente, Júnior é comentarista esportivo da televisão.
 
A Sessão Ordinária terá início às 18h.
 
Histórico de Júnior:
Um dos mais completos jogadores do futebol brasileiro, Leovegildo Lins Gama Júnior, o Júnior, lateral e meio-campista do Flamengo nos anos 70, 80 e 90, hoje é comentarista esportivo de televisão.

Como jogador, Júnior, que nasceu em João Pessoa (PB) no dia 29 de junho de 1954, foi lançado no time profissional do Flamengo no começo dos anos 70. No início, ele atuava como lateral-direita, mas depois se efetivou na lateral-esquerda, onde colocou no banco de reservas Wanderley Luxemburgo, hoje técnico.

A partir de 1979, Júnior passou a ser nome certo nas convocações da seleção brasileira. O “Capacete”, apelido dado pelos seus colegas de clubes, fez parte do inesquecível time de 82, comandado por Telê Santana. O Brasil, favorito, foi eliminado na Copa do Mundo da Espanha pela Itália, de Paolo Rossi, no estádio Sarriá.

Com a camisa canarinho, Júnior fez 81 partidas e marcou 5 gols, um deles foi justamente no Mundial da Espanha, em 82, contra a Argentina. A seleção brasileira bateu o time do novato Diego Armando Maradona por 3 a 1.

Depois de brilhar no Flamengo, Júnior partiu para a Itália. Lá, ele defendeu o Torino, de 1984 a 1987, o Pescara, de 1987 a 1989. Retornou ao Brasil, mais uma vez para vestir a camisa do Flamengo, em 1989.

Comandou o jovem time da Gávea, que tinha Nélio, Marquinhos, Fabinho, Paulo Nunes, Marcelinho, entre outros, ao título brasileiro de 1992. À época, Júnior era o meio-campista da equipe comandada pelo técnico Carlinhos e que derrotou o Botafogo nas finais. Júnior, aliás, marcou gols nos dois jogos decisivos: 3 a 0 e 2 a 2.

Júnior encerrou a carreira em 93. Chegou a receber propostas para defender outras equipes, entre elas o Botafogo, mas não quis trocar o seu amor, o Flamengo, por um time rival. Com a camisa rubro-negra foram 857 jogos, 492 vitórias, 210 empates e 155 derrotas. Ele marcou 73 gols pelo Flamengo.

Após sua aposentadoria, Júnior alavancou o futebol de areia, levando-o à condição de esporte reconhecido e sucesso de público. Participou das primeiras grandes conquistas da seleção, levando inclusive outros grandes craques do campo, como Zico e Cláudio Adão. Atualmente trabalha como comentarista esportivo da Rede Globo de Televisão e da Sportv.
Fonte: Projeteeria
 
Protocolos desta Publicação:Criado em: 24/11/2017 - 14:00:21 por: Sidnei Oliveira - Alterado em: 24/11/2017 - 14:00:21 por: Sidnei Oliveira

Notícias

Presidente nomeia os três integrantes da CPI do Carnaval
Presidente nomeia os três integrantes da CPI do Carnaval

Após à Sessão Ordinária  desta terça-feira (19), o presidente da Câmara, Cleosmar Fernandes,  reunido com o assessor jurídico Juliano Neves Antonio, indicou os parlamentares que irão integrar a Comissão Parlamentar de Inquérito que vai averiguar possíveis irregularidades durante o Carnaval 2019.